Suche

Estudantes brasileiros embarcam rumo à NASA

Jovens do ensino público de Curitiba desenvolvem software de combate a incêndio e ganham competição internacional da Agência Espacial

  • Viagem acontecerá no dia 13 de outubro
  • Projeto WAAS é apoiado pelo Instituto Robert Bosch
  • Jovens também terão encontro com o vice-prefeito de Orlando (EUA) e apresentarão o projeto para uma comunidade tecnológica da cidade
  • Software desenvolvido venceu etapa regional do Hackathon e está entre os cinco melhores na competição mundial

Campinas – Em breve, três estudantes de uma escola pública de Curitiba estarão bem próximos aos engenheiros da NASA. Isso graças a uma única palavra: oportunidade. Após vencerem a etapa regional do campeonato Space Apps Challenge e se qualificarem no “Top 5” da etapa mundial na categoria Best Mission Concept, os jovens paranaenses, apoiados pelo Instituto Robert Bosch, embarcam no dia 13 de outubro com destino à agência Espacial do Governo Federal dos Estados Unidos – responsável pela pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e programas de exploração espacial – para vivenciarem de perto a rotina de trabalho de engenheiros, astronautas e pesquisadores.

Marcos Mateus Garrido de Mello, de 15 anos, Raul Guedes Carlesse, 15, e Jennifer Gabriela da Silva Jetka, 14, desenvolveram #JunoRadio - um dispositivo capaz de receber informações enviadas pelo satélite da NASA sobre focos de incêndio em tempo real, transformando os dados digitais em analógicos de forma que possam ser enviados para diversas emissoras AM espalhadas pelo país. O rádio funciona sem nenhum acesso à internet e pode ser transmitido para áreas mais remotas.

O JunoRadio, que foi analisado por engenheiros da NASA, recebeu o primeiro lugar na competição Space Apps Challenge Curitiba, evento que reúne programadores, designers e outros profissionais de todo o mundo ligados ao desenvolvimento de softwares. A competição teve mais de 25 mil participantes em 69 países. Esse resultado demonstra como uma educação disruptiva pode estimular a capacidade dos jovens para desenvolver soluções e inovações seja localmente ou em escala internacional.

De acordo com a diretora de recursos do Instituto WAAS, Arlete Scheleider, o software desenvolvido pelos estudantes será muito importante na prevenção de grandes incêndios. “Antes que o fogo se alastre, as pessoas que estão nestes postos receberão a informação e poderão tomar medidas para evitar que o incêndio tenha grandes proporções, de forma que parte da floresta ou da reserva ambiental seja perdida”, explica.

A ansiedade agora toma conta dos três jovens talentos que aguardam inquietos a viagem dos sonhos. Além de visitarem a agência espacial, eles terão um encontro com o vice-prefeito de Orlando-FL, Tony Ortiz, irão conhecer a área de inovação da cidade e farão uma apresentação da solução desenvolvida por eles para a comunidade de tecnologia CodeForOrlando.

Para o coordenador do Instituto Robert Bosch, Dirceu Puehler, esse será um momento único na vida dos adolescentes: “Eles com certeza vão absorver conhecimento e ganhar experiências para a vida”.

Jovens promessas

Marcos, Raul e Jennifer participam do We Are All Smart (WAAS), projeto do Instituto Social WAAS que conta com apoio do Instituto Robert Bosch. A iniciativa tem o objetivo despertar em jovens de escolas públicas suas potencialidades para resolver problemas usando a tecnologia como ferramenta. Os jovens participam do projeto no contra turno escolar e, com um ensino inovador, aprendem fundamentos básicos de hardware, software e conhecimentos específicos necessários para a resolução de problemas do seu dia a dia, desenvolvendo habilidades de ideação, gestão de projetos, prototipagem, pensamento fluido e resolução de problemas.

Moradores da Vila Barigui, um bairro curitibano de periferia e considerado de alto risco social, os estudantes frequentam escolas públicas da região e, junto com os “hackers cívicos” do Projeto WAAS, são estimulados a utilizar a tecnologia para alavancarem seus interesses em conteúdos tradicionais da escola de forma divertida e desafiadora.

O Instituto Robert Bosch, braço social da Bosch, é responsável pela gestão das políticas, diretrizes e recursos de projetos sociais, educativos, de preservação e formação do patrimônio histórico-cultural da empresa. Por meio do projeto WAAS, o Instituto busca levar o ensino tecnológico às escolas de áreas carentes, de forma que os adolescentes sejam empoderados como agentes transformadores de suas comunidades.

Cronograma da viagem

• 13 de outubro, sábado: Saída de Curitiba

• 14 de outubro, domingo: Chegada no Hotel. Os jovens serão recebidos no pelo responsável do NASA Space Apps.

• 15 e 16 de outubro, segunda e terça-feira: Visita ao Kennedy Space Center, sessão de autógrafos com alguns astronautas da NASA e tour por alguns laboratórios do local.

• 16 de outubro, terça-feira: A noite os jovens participarão do Code For Orlando – encontro de hackers cívicos.

• 17 de outubro, quarta-feira: Visita ao Centro de Inovação de Orlando e encontro com o vice-prefeito da cidade, Tony Ortiz.

• 18 de outubro, quinta-feira: Dia de lazer no parque da Universal Studios Hollywood.

• 19 de outubro, sexta-feira: Ida para Atlanta – Visita na Sede Operacional da Delta Airlines. Retorno para Curitiba.

• 20 de outubro, sábado: Chegada em Curitiba.

Tags: Instituto Robert Bosch; projeto social; Space Apps Challenge; NASA; Curitiba

Atendimento à imprensa

Alessandra Nascimento

Tel.: (19) 2103-2325

e-mail: alessandra.nascimento@br.bosch.com

A história de sucesso da Bosch no Brasil iniciou-se em 1954 na cidade de São Paulo. Atualmente o Grupo Bosch emprega no país cerca de 8.300 colaboradores e registrou, em 2017, um faturamento líquido de R$ 4.9 bilhões com a oferta de produtos e serviços para os setores Soluções para Mobilidade, Tecnologia Industrial, Bens de Consumo e Energia e Tecnologia Predial. As operações do grupo na América Latina empregam cerca de 10.000 colaboradores que contribuíram para gerar um faturamento de R$ 6.1 bilhões, incluindo as exportações e vendas das empresas coligadas. Para mais informações: www.bosch.com.br

O Grupo Bosch é um líder mundial no fornecimento de tecnologia e serviços. A empresa emprega cerca de 402.000 colaboradores em todo o mundo (posição de 31.12.2017). A empresa gerou vendas de 78.1 bilhões de Euros em 2017. As operações do Grupo estão divididas em quatro setores de negócio: Soluções para Mobilidade, Tecnologia Industrial, Bens de Consumo e Energia e Tecnologia Predial. Como uma empresa líder em IoT, a Bosch oferece soluções inovadoras para casas e cidades inteligentes, mobilidade e indústria conectadas. A empresa utiliza sua expertise de tecnologia de sensores, software e serviços, assim como sua própria nuvem de IoT para oferecer aos seus consumidores conectados múltiplas soluções a partir de uma única fonte. O objetivo estratégico do Grupo Bosch é disponibilizar inovações para uma vida conectada e aprimorar a qualidade de vida em todo o mundo com produtos e serviços inovadores concebidos para fascinar. Assim, a empresa cria "Tecnologia para a Vida". O Grupo Bosch é composto pela Robert Bosch GmbH e cerca de 440 subsidiárias e empresas regionais presentes em aproximadamente 60 países. Incluindo os representantes de vendas e serviços, a rede global de produção, engenharia e vendas da Bosch abrange quase todos os países do mundo. A base para o crescimento futuro da organização é sua força inovadora. A Bosch emprega 64.500 colaboradores na área de pesquisa e desenvolvimento em 125 localidades em todo o mundo. Mais informações: www.bosch.com, www.iot.bosch.com, www.bosch-press.com, www.twitter.com/BoschPresse

Ainda procurando por algo?